Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Animal de Estimação

por Miss. M, em 26.02.08
De entre os mais variados mails com piadas, jogos e vídeos que recebi um dia destes, eis quem me resolvo abrir um cujo título era simplesmente “o animal de estimação”. Já estava mesmo a ver a cena, mais um mail com imagens de gatinhos ou cachorrinhos fofinhos….mas eis que me deparo com algo bastante diferente e que não resisti em partilhar com os meus prezados leitores:
 
“Dani Graves, de 25 anos, e Tasha Maltby, de 19, são um casal de namorados gótico de Dewsbury, norte de Inglaterra. No passado fim-de-semana foram impedidos de viajar num autocarro porque Dani passeia a sua namorada de trela.
A BBC News conta que o casal acusa a transportadora Arriva de discriminação. O condutor do autocarro rejeitou a entrada de Dani e Tasha, alegando que a trela iria por em risco a segurança dos restantes passageiros em caso de travagem brusca.
O caso está a ser investigado pela Arriva, empresa «que leva muito a sério qualquer acusação de discriminação», segundo um responsável da empresa, Paul Adcock.
Adcock acrescentou que a Arriva irá «pedir desculpa a Dani Graves por algum inconveniente causado pela forma como o assunto foi tratado».
Para Tasha Maltby, este foi um caso «claro de discriminação, quase como um crime de ódio», contou ao Daily Mail.
A jovem de 19 anos descreve-se como um «animal de estimação humano».
«Comporto-me como um animal e tenho uma vida bastante calma. Não cozinho nem faço limpezas e não vou a lado nenhum sem o Dani», explicou.
Tasha defende o seu estilo de vida acrescentando que «não fere ninguém» e que o casal é feliz assim, independentemente de quão estranha esta relação pareça.”
 
Portugal Diário
 
Bem, eu tive que voltar a ler a notícia, para ver se o que tinha acabado de ler era mesmo o que tinha acabado de ler.
Realmente há com cada um! Mas o que passará naquelas cabeças?!
Das duas uma, ou este parzinho amoroso optou por armar-se em “freak show” ao vivo e a cores ou…são completamente chanfrados. Penso que qualquer uma das hipóteses é válida.
Imaginemos então, caso isto seja mesmo real, e o casal ser mesmo “chanfrado”, o que a menina Tasha respondia quando lhe perguntavam “Então e o que é que queres ser quando fores crescida?”, “Quero ser um animal de estimação humano, papá!”
Tal comportamento poderá ter também várias explicações e fez-me pensar em várias teorias que suportem tal modo de estar na vida
 A minha teoria Pseudo-Froidiana consiste no facto de a Tasha nunca ter tido um animal de estimação, nem muito menos irmãos mais novos. Os paizinhos nunca a deixaram exteriorizar o desejo de poder cuidar de outro ser, sentir-se responsável por outrem, fazendo com que desabrocha-se nela, assim que as hormonas a fizeram ficar em brasa, o desejo ardente de lhe comprarem uma coleirinha com o nome e a ter uma vida sexual altamente animalesca de fazer inveja à Lassie.
A teoria Evolucionisto-Regressiva sustenta a tese que após séculos de evolução da espécie humana num futuro próximo, onde o homem já não poderá evoluir mais, o supra-sumo da evolução será voltarmos outra vez aos comportamentos primitivos onde os machos dominam as suas fêmeas outra vez. A anarquia irá instalar-se e irá dominar a “lei do macho reprodutor”, o mais forte irá ter mais fêmeas e conseguirá ter mais poder….Não que isso já não aconteça, mas no mundo selvagem futurista isso não seria escandaloso nem promíscuo, seria simplesmente…normal.
O futuro bastante diferente também é suportado pela teoria que afirma que depois de tanto evoluírem e se tornarem seres altamente superiores, as mulheres simplesmente não irão precisar de fazer nada. Caberá aos homens manter o seu bem-estar: irão trabalhar, cozinhar, ter os filhos nos laboratórios, dar banho, massajar, levar a passear, vestir, pintar as unhas…enfim, tudo o que for preciso para o único propósito da mulher genial fazer o menor esforço possível. Ao homem caberá a parte física da humanidade e à mulher toda a parte mental. O cérebro desta mulher-bibelô terá que estar em máximo repouso possível, para poder funcionar genialmente em prol da tecnologia mais avançada que fará com que o planeta sobreviva às catástrofes ecológicas.
Teorias à parte e menos discursos feministo-anarquistas, o mais certo é este casalinho ser um daqueles Sado-Maso que se excita ao exibir o seu comportamento dominador vs dominando. Que maçada! Uma pessoa já não pode andar de trela na rua sem ser descriminado! Isto está muito mal, qualquer dia dizem que as sovas de chicote são violência doméstica.

Será que ele a leva à rua ou ela já saberá utilizar o caixotinho da areia?
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


1 comentário

De Mysteriously J a 29.02.2008 às 18:08

Oh Miss M estou sem palavras... "uma vida sexual altamente animalesca de fazer inveja à Lassie" coitadinha que já deve estar a fazer tijolo...enfim tristezas à parte...realmente já uma pessoa não pode expressar o seu sentimento da melhor maneira e sim tem razão em relação ao chicote=violencia domestica...ora ora então onde andao "quanto mais me bates mais gosto de ti??" definitivamente o mundo está às avessas...

A sua fiel leitora

Misteriously J

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829