Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


28

por Miss. M, em 16.06.12

Neste momento sou uma pessoa com 28 anos e 9 dias....e confesso que pouca coisa mudou.

Acho que é este o lema, aproveitar sempre o melhor que a vida nos oferece.

Mas talvez seja a altura de mudar... talvez não.

Mas isso agora não importa nada, há que aproveitar sempre ao máximo. Não nos arrependermos do que fazemos e não nos lamentarmos do que poderiamos ter feito.

O Verão está a começar e há ainda muito que fazer, acontecer e, quem sabe, dar um rumo diferente às coisas....a ver vamos :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:40

Summer 2010

por Miss. M, em 23.06.10

E eis que começou o Verão, heeeeeeeee!!!

Verão de 2010:

- Já estás com 26 e passas-te a faixa etária 20-25 e passas-te a ser dos 26-30;

- Trabalhas no que gostas, apesar de muitas vezes pores em causa se será mesmo isso que queres fazer;

- Ultimamente os teus tostões nem chegam ao fim do mês e tens que recorrer ao "fundo parental", fazendo com que te doa a consciência mais intensamente cada vez que cometes uma estravagância;

- As saídas até tarde ao fim-de-semana já não são o teu maximum objectivo da semana e dás valor a um serão mais calminho que te permita descansar em boa companhia;

- Continuas a gostar de sair na mesma;

- Os teus amigos começam a arranjar namoradas e relacionamentos mais sérios;

- A maioria das tuas amigas não tem namorado ou acaba relacionamentos sérios;

- Não contrarias a tendência e já nem te chateias com isso;

- Começas a atender o teu telefone pessoal com um tom profissional e quase nem conta;

- Usas ainda creme para o acne;

- O Verão é óptimo para a pele, andas com um tom mais saudável e o combate à borbulhagem foi vencido;

- Estás "ligeiramente" mais gordinha, mas continuas com preguiça para fazer ginástica;

- Comes saladinha ao almoço mas ao jantar a coisa descanba e dizes "é só desta vez!"

- O Verão é sinónimo de festarolas e afins, sendo que pretendes aproveitar;

- Esta época sazonal vais por a leitura em dia;

- Vais enfrentar mais uma época balnear de horários malucos e vais sobreviver.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42

Arrumações

por Miss. M, em 06.10.09

Há dias assim, em que as coisas fazem sentido e as arrumamos de vez.

Por vezes a nossa vida parece um daqueles armários desarrumados, onde reina o caos, com peças de roupa fora dos cabides, caídas e amarrotadas na prateleiras; com vestidos que já não usamos, ou porque já não nos servem ou, simplesmente, já estão fora de moda. E porque é que vivemos tanto tempo com "armários desarrumados"? Porque é que adiamos sempre as arrumações mais profundas? Porque dá trabalho!!

É fácil aprender a lidar com o caos que se vai formando no nosso guarda-roupa, pois com o hábito, vamos acomulando coisas que se vão adquirindo com as peças de roupa e com acessórios já antigos. Por vezes deixamos de os usar, ficam ali no fundo das gavetas, só mesmo para encher espaço...E o que é que se faz? Vamos vivendo num emaranhado de coisas que parecem organizadas nas não estão, só estão camufladas dentro dos armários que fechamos todos os dias de manhão. Armários que abrimos e com desalento pensamos " Não tenho nada para vestir!"

Mas chega o dia em que já não aguentamos mais, ou nos enchemos de coragem para as arrumações ou tomamos uma decisão mais drástica e deitamos tudo fora!

O meu dia chegou, arrumei as minhas gavetas, organizei as minhas prateleiras e pus tudo no devido lugar. Deitei foras as coisas velhas, gastas e partidas; mas só mesmo aquelas que já estavam a ocupar o meu espaço há demasiado tempo.

Eu detesto desfazer-me das coisas, sou uma sentimentalistas, e há aquelas de que não me consigo separar. Essas foram para um lugar especial, guardadas num espaço que não tenho que ver todos os dias, não atrapalham, mas que sei onde estão para sempre que bater a saudade as poder rever.

Depois há aquelas roupas que serão sempre as nossas favoritas, por mais que passem de moda, sabemos que estão sempre lá, as "piece de resistence" e caem sempre bem.

De seguida arrumei os meus sapatos, cada par na sua caixa, devidamente organizados, tal como devem estar e, imagine-se, descobri uns quantos que mal foram estreados! Lembrei-me que me faziam doer os pés, mas afinal, toda a gente merece uma segunda oportunidade, até os sapatos que fazem bolhas na primeira saída.

Por fim, arrumei as malas e restantes acessórios. Uns já estavam partidos , já sem arranjo possível e foram directamente para o lixo. Também encontrei aquelas malas sem alças (não me estou a referir ás "clutches") que vão directamente para a reciclagem. Com isto apercebi-me da importancia que damos a coisas acessórias que não têm valor e desperdiçamos as verdadeiras pérolas que estão, discrectamente na sua caixinha, há espera de serem usadas. Não vale a pena investir em pexibeque barato que rapidamente fica fora de moda.

Foi uma canseira e achei que nunca mais acabava, até pensei em desistir a meio mas assim não faria sentido.

Encontrei objectos que pensei estarem perdidos para sempre e isso fez-me feliz. Lavei, passei e arejei a roupa que já não usava há muito tempo e voltei a arrumá-las num lugar de destaque para não ser esquecida novamente.

E pronto, o meu armário hoje está arrumada e até parece maior!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:23

Summer Sessions

por Miss. M, em 27.07.09

Ai que este Verão está ao rubro e eu queria tanto...férias!!

Vá, também não era necessário muitos dias, uma semaninha que fosse, era o suficiente para recuperar.

Mas valem-me os meus dias de praia para pôr a fotossíntese em dia; as tardes de esplanada; as saídas para dançar até de manhã e ainda tempo para uma escapadela até ao Super Bock,  ver os meninos Killers, fazer um pequeno tour ao autocarro das "boleias do Verão" e almoçar no dos locais com uma das vistas mais bonitas da capital.

Venham mais dias destes que eu adoro!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:29

Tempo

por Miss. M, em 14.05.08

Hoje foi mais um dia que se passou e que pensei no tempo… Talvez não seja algo em que pense constantemente, mas há dias em que é inevitável pensar nele, tempo passado, tempo que custa a passar, tempo perdido, tempo que se gostava de viver.

É talvez a coisa mais real e ao mesmo tempo mais abstracta que existe, mas é também aquela com que nunca estamos satisfeitos.
Hás vezes queremos que ande para traz, parece que se tivéssemos uma segunda oportunidade teria sido diferente. Mas será que sim? Ou será que teria sido pior? Nunca se sabe ao certo.
Basta um simples segundo para mudar a nossa vida para sempre. Se há coisas que levam dias, meses e anos a construir, por vezes basta um segundo para que tudo mude. Um gesto, uma palavra, um olhar na hora certa e pronto…..nada será como antes.
Ficamos ansiosos que o tempo passe, parece que o que está para vir é que é bom. Pensamos que o amanhã será sempre melhor do que o hoje e parece que nos esquecemos de viver o presente.
Mas tal como alguém um dia disse, “o importante não é o destino, mas sim a estrada que leva até ele…”
Bom ou mau, o melhor de tudo é aproveitar o melhor de cada dia, não adianta pensar muito no passado, afinal foi algo que já aconteceu, é “passado”. Só o que ele nos pode dar são recordações e experiências.
A verdade é que por mais que se queira controlar, nunca mais voltamos ao tempo que já foi, nem fazemos com que ele ande mais depressa, pois o relógio não pára.
Continuar a aprender, a crescer, a rir, a chorar, a amar….a viver, é o que faz com que não se lamente esse tempo que pouco serve, que queremos esquecer, o tempo perdido em algo sem sentido.
Mas será que é assim tão perdido? Terá sido tão em vão?....talvez não, se não fossem esses pequenos momentos “perdidos” os bons não teriam o mesmo sabor.
Por vezes fico a pensar se me fosse dada a oportunidade de escolher um momento para mudar…..hum…acho que era complicado escolher, por isso mesmo deixaria tudo na mesma, afinal quem me garantia que seria a melhor escolha?
 
Caros leitores, é por estas e por outras que devemos seguir sempre o velho “cliché”: “Viver e deixar viver, da melhor maneira possível"
  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:40


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisa

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30